sexta-feira, 22 de julho de 2011

A PELE DOS NUMEROS

nunca deu pra entender
a pele dos números
soma-se o suor
procurando águas
e o sal divide
o possível caminho
nunca entendi para dar
poder aos números
divide-se a água
procurando rumos
e o leito multiplica
o caminhar sozinho

Nenhum comentário:

AQUELES DIAS DE DESESPERO

  tem dias que bate um desespero uma vontade de arrancar os cabelos até os pentelhos vontade de correr nua pelas ruas ampliar o co...