terça-feira, 12 de julho de 2011

A CULPA DA PALAVRA

agora que estamos a sós
posso dizer a verdade
sabe aquela palavra?
aquela que morreu enforcada?
não era a culpada
nem era culpado o silêncio
sabe onde se esconde a culpa?
depois do silêncio e antes da palavra
no território
onde o barulho do pensamento
começa

Nenhum comentário: