terça-feira, 19 de julho de 2011

COLAR

o poeta faz um colar de pérolas
usando bolhas de sabão
recebe em espécie
o que aparece
do outro lado da razão

Nenhum comentário: