quarta-feira, 27 de julho de 2011

ODE À ALEGRIA

meu riso é verde
como a pedra

meu lastro é raso
pulso vago

não tem paredes
minha ideia

minha alegria
é vasta

janela

Nenhum comentário:

NATIMORTO

  todo poeta nasce morto isso explica sua briga inútil com a vida ataca palavras e delas se defende se transforma em estátua qua...