quarta-feira, 6 de julho de 2011

A MAIORIA DOS ACORDOS SÃO SOMBRIOS

o mundo não me vicia
em todos os momentos que morri
morri aos poucos
nunca utilizei o meu corpo
para me abster do mundo
as almas porosas
alimentam o mar da angústia
minha alma porosa
troquei pelos motivos
que me fizeram morrer
morri quando me fiz ético
morri quando me fiz cético
morri quando me fiz
cadáver esquecido
e a ausência dos outros
me fez levantar

Nenhum comentário: