quinta-feira, 29 de outubro de 2009

NÁUSEA DO DROGADO





A poesia não me faz bem
Mas quando durmo tudo passa
Como se o sonho
Embebesse a poesia em pranto
Que pertencesse à outra face

Nenhum comentário: