quinta-feira, 8 de outubro de 2009

puta

fito
a tua buceta como
quem morde o ar que passarinho não despreza
com seu canto vermelho prolongo
meu olhar até o fim do teu colo e
pasmo
espalho teu destino
pelo gozo

Nenhum comentário:

OXÍMERA E A SUA OBRA

Oxímera construiu um desenho no piso do quarto para isso precisou afastar a cama exibindo assim o lixo que estava ali acumulado ela ...