sexta-feira, 11 de março de 2011

COLÍRIO

uso a lágrima
para lavar o olho
o choro não vai
limpar o mundo
nem regar a felicidade
rego o olho
com a lágrima
cultivo a paisagem
na qual me lanço
serei o fruto esquecido
depois que tudo
for escrito

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...