sexta-feira, 18 de março de 2011

DOBRA DO DIA

o tempo
aproveita a dobra do dia
e se esconde
o homem aproveita
o silêncio
e se expande
comovido
cometo o arbítrio
de existir sem presença
o mundo é o lugar
onde o meu corpo
poderia ficar
prefiro me estender nesta página
pulsar no ritmo do olhar
do outro

Nenhum comentário: