sexta-feira, 18 de março de 2011

ESPERANÇA

meu corpo me esqueceu
mas a cabeça nunca esquece
imagina outro corpo
onde minha cabeça me esqueça
a lembrança alimenta a esperança
minha maneira de ficar paralitico
o que parece um grito
é apenas o meu corpo
alargando o mundo

Nenhum comentário: