terça-feira, 15 de março de 2011

ENCONTRO

ela me esperou
atrás da aorta
deixou o sangue
trancado no armário
a chave pendurada
no dorso do orvalho
trancou as portas
em cada dente
dez centímetros cúbicos
de gás sem poro

Nenhum comentário: