quinta-feira, 17 de março de 2011

FRETE

a nuvem carrega a paisagem
nas costas
seu peso deixa marcas
de chuva na tarde
interrompe o dia
que parecia
água
água água
aguinha
parece toda do mundo
e é só minha
guardo os oceanos
nos meus olhos
e tudo o que vejo
tudo o que penso
costuro em tua superfície
navios navegantes
imaginados
nunca dantes

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...