quarta-feira, 23 de março de 2011

A PRIMAVERA DOBRADA

falando sozinho
o lábio da flor
o perfume das palavras
o espinho das idéias
a primavera dobrada na gaveta
o mundo sabe a minha voz
poreja gritos feito pólen
nas asas do passarinho

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...