quinta-feira, 10 de março de 2011

FALANDO SOZINHO

a poesia me deixou
falando sozinho
por este motivo falo alto
e por mais alto
que seja o meu grito
não alcanço
a altura do asfalto
a poesia me deixou
falando sozinho
por este motivo me pego
conversando com dejetos
e por mais que desenhem
seus paralíticos gestos
não passam de
entranhos abjetos
a poesia me deixou
falando sozinho
por este motivo
às vezes me confundem
com um louco
me diferencio
por saber
que o mundo é pouco

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...