terça-feira, 22 de novembro de 2011

ESCALA

a música escala
as paredes do tédio
usa garras
parece humana
a música nunca morre
mas quando morre
não apodrece
vira casa

Nenhum comentário: