terça-feira, 29 de novembro de 2011

ONDE GUARDAM AS LÁGRIMAS

já morei no lugar
onde guardam as lágrimas
é sal quando toca a boca
sabe-se amarga
quando sabe que a vida é pouca
perdura no rosto
o caminho que mata

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...