sexta-feira, 25 de novembro de 2011

ESPELHO

eu estava sem olhos quando me viram
ao fundo a paisagem me mostrava agitado
eu parecia o vento porém sem asas
mesmo assim planava
entre a superfície e algo parecido com a calma

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...