sexta-feira, 12 de agosto de 2011

AO AR LIVRE

as rosas de fumaça
enfeitam a estrada
eu poderia ir por dentro
prefiro me expor
a poesia que me veste
torna-me mais flor que fumaça
os meus botões estão abertos
o mundo enche a minha camisa

Nenhum comentário:

AQUELES DIAS DE DESESPERO

  tem dias que bate um desespero uma vontade de arrancar os cabelos até os pentelhos vontade de correr nua pelas ruas ampliar o co...