terça-feira, 16 de agosto de 2011

FRONTEIRAS

pensei ter visto tudo
então veio a cegueira
e me encontrou no escuro
as coisas que me queiram
e os que não me viram por querer
e os que me quiseram sem me ver
terão motivos
pra construir os muros
darei meus passos intrusos
darei meu tato sem furo
iluminarei à minha maneira
até alcançar a fronteira

Nenhum comentário: