terça-feira, 30 de agosto de 2011

VESTIMENTA

o assoalho do caos me conhece
a minha pele veste os tijolos
meu pelo verte os passos
o resto do meu corpo
é o resto do espaço

Nenhum comentário: