sexta-feira, 12 de agosto de 2011

DISFARCE

quando você partiu
partiu em mil pedaços
começou do meu dedo mindinho
até alcançar os braços
assim meu adeus não tem aceno
tem a intenção no espaço
o que sobrou do corpo
não forma um abraço
o que sobrou nem tem sangue
o que sobrou nem tem carne
o que sobrou nem tem nome
o que em mim sobrou
uso como disfarce

Nenhum comentário:

VERÃO PASSADO

  o verão passou e você permaneceu calada esperei aquela palavra ou melhor qualquer palavra parecida com um outono menos amargo ...