segunda-feira, 29 de agosto de 2011

RUA VAZIA

a rua vazia cruza a tua vida
sem automóveis e pessoas
árvores secas
nenhuma flor
os cães esqueceram esse caminho
na rua vazia a solidão
mostra os seus dentes
todos eles obturados
quem cuidou desse sorriso
não tinha idéia desse estrago
no meio da tua vida
essa rua vazia
espera os teus passos
não tens como retribuir sorrisos
permaneces sério
calado

Nenhum comentário: