quarta-feira, 31 de agosto de 2011

MINIMALISMO

o poeta minimalista
deseja escrever o poema
usando apenas uma palavra
a idéia não acompanha
o silêncio não ajuda
o poeta minimalista
resolve tornar-se um prolixo
e quer escrever um poema
usando todas as palavras
fica só faltando uma
a idéia não ajuda
o silêncio não acompanha
o poeta descobre que o poeta
é aquele que procura
apenas uma palavra
mas a idéia é absurda
e o silêncio atrapalha

Nenhum comentário: