segunda-feira, 26 de agosto de 2013

A PLANTA E O CONCRETO

nada está comigo
a não ser o
espaço tecido
entre a planta e o concreto
já fui vitrine
quando eu possuía pescoço
e parte do mundo pendurado
mostrava os meus sonhos
em pequenos vidros ligados
a uma outra maneira de dizer
e que agora me foge
e leva consigo o espaço

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...