quarta-feira, 28 de agosto de 2013

QUANDO O MEDO SORRI


o medo prende
o riso ao grito
o medo fixa
no local errado
na hora incerta
o medo grita
sem soltar sorrisos
o medo ri
ao se sentir preciso
o medo vem
em sentido contrário
ao que não tem

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...