quinta-feira, 29 de agosto de 2013

HOJE NÃO TEM POESIA

hoje não tem poesia
quem quiser que faça o seu corpo
quem quiser pise nas flores
quem quiser nem queira
hoje não tem poesia
as palavras fugiram
em desabalada correria
formaram esse pátio deitado
onde dorme a poesia

Nenhum comentário:

RUA BENFICA

  o mais antigo numa casa antiga é o silêncio divide o corredor com o tempo ambos trôpegos quase abraçados espalham grossas pa...