quarta-feira, 7 de agosto de 2013

ENTRE AS NUVENS

enregelado entre as brechas das nuvens
meu casaco despelado
minha queda aos poucos
primeiro o olhar depois o susto
por último algo parecido com o corpo
e a alma esticada cobrindo o céu
sentindo cócegas ao ser observada

Nenhum comentário:

NATIMORTO

  todo poeta nasce morto isso explica sua briga inútil com a vida usa palavras e delas se defende se transforma em estátua quand...