quarta-feira, 21 de agosto de 2013

SEGUNDA PESSOA

o suor do peixe
perdido no aquário
o suor da minha alma
perdido na entranha
minha alma nada
igual ao peixe
mesmo sem água
atravessa a superfície transparente
que nem sente
o suor da entranha
às vezes é lágrima
às vezes é palavra

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...