segunda-feira, 12 de agosto de 2013

LIRA DOS VINTE ANOS


quando eu tinha vinte anos
eu era triste e não sabia
meu sorriso completo
chegava antes de mim
eu parecia inquebrável
o mundo não tinha fim
meu sangue era música
meu medo era areia
eu errava no alvo
acertava o acaso
eu tinha o chão como escada
tinha o céu como chapéu
sabia exatamente
a quantidade de estrelas
e como perdê-las
sabia de muitas coisas
principalmente as que eu inventei
inventei bancar a alegria
só que essa moeda eu ainda não sei


Nenhum comentário: