sexta-feira, 30 de agosto de 2013

O QUE CARREGO AGORA

antigamente eu carregava
os sentimentos na sacola
não sei o que carrego agora
abandonei a sacola
antes que o tempo me pegasse
e me instalasse furos
ou me tornasse nulo
colhi o vento inacabado
varrendo tudo
que carrego agora

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...