quinta-feira, 8 de agosto de 2013

CABOS

quase sempre
um cabo invade
a manga da minha camisa
um cabo de aço
um cabo de panela
um cabo de escada
um cabo de polícia
a manga da minha camisa
invadida pelos cabos
quase sempre
e comigo por dentro
sou suspenso
e invado um espaço
que não penso

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...