sexta-feira, 19 de julho de 2013

ALEGRIAS


a alegria interrompe
determinados ritos
choro quando fico longe
de tudo que imagino
a alegria do outro me interrompe
meu choro pendurado na parede
sob o pincel de algum
trabalhador distraído
a alegria do outro é ofensiva
não admite sonhos
fica-se alegre por algo real
algo que caiba num dedal
a alegria do outro é distante
roça a minha pele
mas não deixa marcas
aprisiono o meu choro
entre palavras

Nenhum comentário: