segunda-feira, 29 de julho de 2013

MASTIGANDO RELÂMPAGOS

eu lembrava de sorrir
quando mastigava relâmpagos
da altura em que eu me encontrava
com o rio eu me encontrava
eu nem era tanto
o rio desembocava em mim
aos poucos fui me tornando esse oceano
aos poucos fui desaprendendo a ter um fim

Nenhum comentário:

AQUELES DIAS DE DESESPERO

  tem dias que bate um desespero uma vontade de arrancar os cabelos até os pentelhos vontade de correr nua pelas ruas ampliar o co...