segunda-feira, 1 de julho de 2013

FLUTUANDO NA NUVEM

deitado descanso os meus pés
descansaria melhor
flutuando na nuvem
deitado num hiato horizontal
que empurra o meu corpo
contra um espaço que preciso
descanso apenas os pés
o corpo alvoroço
flutuando na nuvem
sonho sem precisar dormir

Nenhum comentário:

NATIMORTO

  todo poeta nasce morto isso explica sua briga inútil com a vida ataca palavras e delas se defende se transforma em estátua qua...