segunda-feira, 22 de julho de 2013

CORPO IMAGINÁRIO

meu coração
não me quer por perto
prefere morar no deserto
ao lado do mar apagado
o sal do mar lambe o sol
que cospe miragens
sobre a paisagem
meu coração se imagina
um ovário
e bombeia afetos
para o meu corpo imaginário


Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...