sexta-feira, 9 de setembro de 2011

DESESPERO

os degraus do desespero
apesar de irregulares
são fáceis
mais baixos que o chão
parecem buracos
no final são abraços
que sufocam a razão

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...