quinta-feira, 29 de setembro de 2011

REPRODUÇÃO

reproduzir a solidão
num papel sem poro
a tinta que não fixa
escorre pela página
e forma esse chão inesgotável

Nenhum comentário: