quarta-feira, 7 de setembro de 2011

POETA SEM FÔLEGO

o poeta sem fôlego
corre mais que as palavras
depois as socorre
as coloca numa lata
depois as escolhe
como quem mata

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...