quarta-feira, 7 de setembro de 2011

POETA SEM FÔLEGO

o poeta sem fôlego
corre mais que as palavras
depois as socorre
as coloca numa lata
depois as escolhe
como quem mata

Nenhum comentário: