terça-feira, 27 de setembro de 2011

SER LEVE

o copo de câncer esfria ao lado do corpo
a mão tenta alcançar o furo
mas permanece presa ao corpo no escuro
a morte esqueceu de ser leve
quando voa carrega pessoas
como se fossem perfumes

Nenhum comentário: