segunda-feira, 19 de setembro de 2011

REPOUSO

a poesia
é a zona erógena do caos
poesia é som
que surdo inventa
poesia é igual a um passarinho d’água
quem muito se aproxima pra ouvir
termina se molhando

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...