domingo, 19 de dezembro de 2010

PEDRA

quando olhei a pedra
não aconteceu nada
quando a poesia olhou
enxergou uma queda d’água
parecia de pedra aquela queda
parecia poesia a pedra
que cegou a minha alma

Nenhum comentário:

BEIRA DO LUGAR

vou aonde me cabe onde me sobra aonde me cobra estar por fora vou aonde me acende onde me entende onde me aguarda estar ausente vou aonde me...