quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

COISAS PESADAS

as coisas pesadas
bóiam na água
assim as palavras
na poesia
as palavras pesadas
na superfície
as leves adormecidas
no fundo
a poesia
a exemplo da água
é um recurso limitado
bebemos lavamos
mergulhamos pensando não ter fundo

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...