quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

MADRIGAL SEM FLORES

de um lado o jasmim
do outro o capim
a planta dos pés
sustenta um tronco indeciso
o tamanho do mundo é preciso
termina onde o jardim acaba
começa onde nada passa
andar sobre a dor
não é curá-la
chorar sobre a flor
não é regá-la

Nenhum comentário: