segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

DOR DE ESTRELA

a escura dor da estrela
cruzou o céu sem entendê-la
o som da luz espantou o espaço
e as estrelas escondidas
umas atrás das outras
com medo de serem medidas
com medo de serem escravas
despeja a larva escura
onde a dor pôs as escaras

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...