terça-feira, 11 de janeiro de 2011

DANÇA

o indicador e o médio
da mão direita
sobre a mão esquerda aberta
dançando qual bailarina
não sei que música ensaiava
sei que não se cansava nem suava
e os gestos no ar formavam
um estranho desenho
talvez um palco
repleto de olhos
talvez uma criança
brincando de existir
talvez algum humano
brincando de fingir

Nenhum comentário:

RUA BENFICA

  o mais antigo numa casa antiga é o silêncio divide o corredor com o tempo ambos trôpegos quase abraçados espalham grossas pa...