sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

FLOR

a flor não teve escolha
ficou neste poema
dissecará se eu levar pra casa
não secará se eu fechar a página

Nenhum comentário:

AQUELES DIAS DE DESESPERO

  tem dias que bate um desespero uma vontade de arrancar os cabelos até os pentelhos vontade de correr nua pelas ruas ampliar o co...