quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

PARQUE

as crianças brincam de ser sérias
desenhando sombras
contornam os sonhos com os passos
e fingem gestos coloridos
erguem telhados de vidro
formam nuvens com as pedras
as crianças caem sem noção de desabar
tropeçam e os pés envelhecem
atravessam portas sem deixar marcas
porque são puras voam
e os outros enxergam pássaros

Um comentário:

Unknown disse...

gostei muitoooooooooooooooooooo bjs mil...

AQUELES DIAS DE DESESPERO

  tem dias que bate um desespero uma vontade de arrancar os cabelos até os pentelhos vontade de correr nua pelas ruas ampliar o co...