quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

DESEMBARQUE EM MARTE

quem desembarca em marte
sabe que a poesia não está em toda parte
e quem se olha no espelho
quem tem medo
quem cria musgos na pele
quem se expele
também sabe
por esses caminhos não cabe
poesia nem sabe
com quem se parece
nem se atreve a saber
poesia quer caber
em qualquer parte
sem caber

Nenhum comentário: