sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

HORA DE REGAR

nunca sei a hora certa
de regar a planta
a planta não se espanta
curva a cabeça
para a terra
e se enterra

nunca sei a hora certa
de nada
isso não me espanta
evitar que interrompam
a terra que me aterra
é a minha guerra

Nenhum comentário:

AQUELES DIAS DE DESESPERO

  tem dias que bate um desespero uma vontade de arrancar os cabelos até os pentelhos vontade de correr nua pelas ruas ampliar o co...