segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

A MORADA DA PALAVRA

a morada da palavra é a poesia
afora isso
é chuva lavando os
pés do sol
que lambe a neve
a morada do poeta é o poema
afora isso
é trocar a pele
por problema
a morada da poesia é o poeta
afora isso
há fora
além do poeta não há hora
nem lugar
para se abrigar

Nenhum comentário: